Poema de verão

img_20151115_111515

Aos meus pés, as flores…

Vou pisando em flores,
Carregando a manhã para dentro da tarde, para junto da noite.
Eu existo nesse mote. Meus acordes são dissonantes.
Não sou eu a traçar a trilha das margaridas na pauta
Para além das passadas de quem segue junto.
Vou pisando em flores até o sonho viajante.
Em canções azuis, e azuis e azuis.
Para que o verão vingue antes,
Por entre minhas mãos e braços,
No calor de meus pés descalços,
Nessa sombra que meu corpo traz.
Sigo desprovida de toda a certeza.
Vestindo uma imprudência, vez ou outra,
Em uma sequência harmônica de paz.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Poema de verão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s