O quadro (Evelyn Postali)

Micro Estórias

Esquivando-se da mesmice do escritório, arrastou-se para dentro da galeria do outro lado da rua, pela primeira vez. Na abstração daquela sala, prostrou-se viúvo de si, traduzindo a iniquidade de seus silêncios.

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s