Microconto

POMBA OUT 05 2014 1

 

Deu dó. Afrouxou o nó aos poucos, ao ver a vó tão triste e só, depois da cerimônia. Ao cruzar o portão do cemitério, pensou em Martina. O vento rodopiou o pó da rua. As folhas dançaram e ele teve certeza de querer a eternidade toda com ela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s