O Planeta Azul – Miniconto

Créditos da Imagem: Evelyn Postali

“Uma pérola azulada em meio à escuridão, iluminada por uma estrela velha e amarela.” Essa foi a descrição relatada por Zudac para o comandante da frota ao cruzar um dos braços da galáxia a caminho da nebulosa de Maktor Bekmr.

— Uma pérola perdida na imensidão escura… Tem certeza dos registros?

“Sim. A possibilidade de haver vida inteligente é quase nula, senhor, e pelas leituras, é um corpo celeste de recursos não-renováveis.”

Ouviu pelo comunicador.

— Vamos torcer para que aqueles que se desenvolverem sejam mais inteligentes que nós. Trate de preparar os canhões.

“Sim, comandante.” Mesmo sem entender bem o motivo de escolher um planeta tão distante em uma área tão esquecida, Zudac obedeceu.

As cápsulas de embriões foram carregadas e lançadas.

— Só precisaremos esperar alguns zilhões de anos… — recostou-se na cadeira de comando. — Siga para o próximo quadrante — ordenou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s