Divulgação

Divulgação

Mó do Tempo, Pó da Alma e Onze Poemas é uma coletânea de textos em verso. Durante cinco anos, escrevi poemas sobre a vida, sobre o amor e sobre as coisas que nos fazem refletir – ausência, saudade, lembrança, lugares, … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

Fazia tempo, tinha essa intenção insana de transcrever para outra língua alguns dos meus contos. Creio que, todos os autores, novos, experientes, de hoje, de ontem, têm esse peculiar desejo – ver seus textos escritos em outra língua, muitas vezes, … Continuar lendo

Pra baixo todo santo ajuda, pra cima a coisa toda muda

Pra baixo todo santo ajuda, pra cima a coisa toda muda

  Dorival chegou em casa com os ossos moídos. Um dia de trabalho de cão e um engarrafamento de quase duas horas. Quer mais? Sentia o peso da jornada da semana inteira. Era sexta-feira. O corpo mal se sustentava. Desgraçado … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

Nessa história de Samuel Cardeal você encontra sete ilustrações minhas. São desenhos bem simples, em preto e branco, cujos originais estão em nanquim. O Menino que Tinha um Demônio conta a história de Miguel, que é um garoto diferente. Não daqueles … Continuar lendo

Homens e Monstros

Homens e Monstros

  (em Vampiros de Auras)   “Pessoas gostam de inventar monstros e monstruosidades. Então, elas mesmas parecem menos monstruosas.” Geralt de Rivia na obra de SAPKOWSKI, Andrzej – O Último Desejo.     — Pare! Eu ajusto a mira e … Continuar lendo

Desconstrução

Desconstrução

  “O trabalho dessa noite não será fácil, pensa enquanto sobe os degraus da Abadia de Westminster numa peregrinação silenciosa e solitária. Ao chegar ao topo, retira seu chapéu e capote encharcados devido à chuva de poucos minutos atrás. Após … Continuar lendo

Contemporâneo (Evelyn Postali)

O ilegítimo invadiu o castelo com a Plenitude nas mãos. A esperteza era a lei, era sua espada. Ele não renunciaria. Quem quisesse adoçar a vida com a leveza da verdade, que ocupasse outras terras, que se mudasse. O povo que aguentasse o peso negativo do golpe, o açoite escancarado da corrupção, o corte da guilhotina das mudanças.

Fonte: Contemporâneo (Evelyn Postali)

Número

Número

  Disfarçou um olhar sereno e pronunciou um ‘sim’ quase calado. Não tiraria aquele sapato por nada. O pé que aguentasse com humildade o aperto insuportável e frio do cristal. A sofreguidão não duraria para sempre, afinal, estava se casando … Continuar lendo

O poder do Amor

O poder do Amor

O gambá morreu ao salvar a fêmea e a prole do atropelamento. Chegando ao Céu, bateu na porta de forma humilde.  Na terra, tão desprezado, encolhia seu espírito, apesar de não se envergonhar da origem. O moço que abriu o grande portão olhou-o … Continuar lendo

Número (Evelyn Postali)

Número. Microconto. 5 palavras.

Micro Estórias

Disfarçou um olhar sereno e pronunciou um ‘sim’ quase calado. Não tiraria aquele sapato por nada. O pé que aguentasse com humildade o aperto insuportável e frio do cristal. A sofreguidão não duraria para sempre, afinal, estava se casando com o príncipe.

Ver o post original

São Nicolau

São Nicolau

  O velocímetro marcava vinte e cinco quilômetros por hora. Acionou os freios desacelerando ainda mais o veículo quando avistou a luz vermelha. O cruzamento estava deserto. Bocejou. Estava mais escuro que o habitual. Olhou para seu relógio. Ligou o … Continuar lendo

Das Escrituras

Das Escrituras

    O sujeito tinha “aparecido” na cidade. Descalço e maltrapilho carregava consigo uma vara de madeira retorcida. Mal cheiroso e barbudo percorrera as poucas ruelas entoando orações e cânticos. Apiedados do homem, os moradores lhe alimentaram e acolheram. Suas … Continuar lendo