Microconto

 

— Já chegou, amor? — *porta rangendo* — Como foi a viagem?
— Tudo tranquilo. — *chaves sendo jogadas no aparador* — Mamãe manda lembranças. Ainda está no trabalho?
*disparos*
— Terminando um servicinho leve.
*mais disparos*
— Tá bem. Bom trabalho.
*explosão forte*
— Deixei seu almoço no refrigerador — *respiração ofegante* —, entre o suco de laranja e os explosivos plásticos. — *bam! pow! clunch!* — Vamos jantar juntos?
— Claro! Hoje é meu dia de folga. — *refrigerador abrindo* — Vê se não demora, querida. Te amo.
— Também te amo.
*clic*

microconto no blogQ

 

Anúncios

Microconto

As coisas não voltariam a ser como antes.
Quanta ingenuidade…
— ¡Hasta la vista, baby!

cooperativeblaringaustraliankelpie-size_restricted

 

 

Endereço do gif aqui.

Ela, acima do mundo

Ela, acima do mundo

FOTO: Luis Beltran – A sus pies – 2009 – Apologia del Presente    “Queime Brilhante e Eterno: O coração da Estrela no coração da Terra, O coração da Terra no coração do Homem!” (¹)   Assim, deu-se a magia, … Continuar lendo

Microconto

Microconto

Cinzeiro que era, rude e trabalhador, encantou-se com ela na saída da usina. Ele, cravo simples, sem cheiro, deixou a abelha lamber o falso mel do seu amor primeiro, aquele sem pudor, sem freio. #microcontoescambau #concorrendo

Os amores de Pã

Os amores de Pã

  Daphnis costumava banhar-se e passar as tardes perto do córrego de águas límpidas e tranquilas. A deidade, vinda detrás dos enormes rochedos e arbustos, próximo das fileiras de pinheiros a ladear o lugar, parou de forma tranquila a observá-lo. … Continuar lendo

Microconto

Microconto

Impulsionou a canoa para o meio do rio com o remo de esparrela. Se descobrissem que destruíra o mandacaru da mulher do coronel por uma aposta, acabaria no xilindró e passaria a ser balaio de porrete e vilipêndio, porque pobre … Continuar lendo

Microconto

Microconto

  “Hora de zarpar…”, lembrou-se da viagem. “Quando mesmo?” Levantou com a ressaca martelando. “Gymnopilus, Hypholoma, Inocybe, Mycena…” Calçou as pantufas. Abriu a porta e apertou os olhos – inútil tentativa de proteger o cérebro da luz. O, até então, … Continuar lendo