Páginas do Imaginário – Contos Fantásticos

A humanidade escreve sobre humanidade. Não existe outra forma de entender o mundo senão através do entendimento do humano, do que nos diz respeito ou nos devora.

A literatura, oral ou escrita, sempre envolveu o ser humano com ações heroicas, por transformações de toda a espécie, por momentos bons e ruins.

A literatura de fantasia é uma porta que se abriu desde muito cedo com as histórias de Júlio Verne, com a ficção científica, com os gibis de super-heróis, com o talento de Monteiro Lobato. Atravessar essa porta é entrar em um universo amplo, mágico, estranho e maravilhoso.

Algumas histórias sobrevivem ao tempo. São aquelas cujo repertório fala não apenas de uma cultura, ou de um lugar, ou de um personagem. Algumas histórias ultrapassam o tempo do homem porque transcendem o próprio homem.

As histórias de cunho fantástico fazem parte do imaginário das civilizações. Espalham-se pelo mundo e espalham temas e reflexões sobre o ser humano, disfarçadas em reis, princesas, cavaleiros, seres horrendos, animais estranhos, mundos distantes, objetos mágicos…

Você encontra aqui um pouco de diversão, mas um pouco de reflexão. Procuro mostrar um universo onde os personagens são diferentes. Escrevo para diminuir as distâncias e os pré-conceitos, para a tolerância ser constante e mudar as ações. Não sei até onde consigo fazer esses objetivos se concretizarem, mas o esforço é sempre grande.

** ** ** ** ** ** **

Páginas do Imaginário – Contos Fantásticos está disponível no Clube de Autores (versão física) e na Amazon (versão digital).  Ele contém 11 contos cuja temática é a fantasia, o terror e a ficção científica.

Anúncios