Poema

5839_175016059332454_21307154_n.jpg

As Altas Janelas

São as altas janelas que não compreendemos.
Porque não há palavras.
Apenas a crença do vidro a subjugar a luz,
mas ela ultrapassa e abraça o espaço que é do homem, e também não é.
E por trás delas, e além,
apenas o céu e o ar azul.
E não há nada. Só o infinito.
Anúncios