Delírio – Evelyn Postali

“Que pode uma criatura senão

Entre criaturas amar”

Amar o ser deitado ao lado

E, no silêncio da madrugada,

A rua inteira acordar?

Quer ler essa história?

Então, clica AQUI e divirta-se!

Pulso

Pulso

  Como chegara àquela encruzilhada? Com a arma em punho apontada para Max, ouviu a própria respiração enquanto o pulso tremeu de leve ao experimentar o peso da pistola. Aquele seria o momento propício para romper a linha tênue entre … Continuar lendo