Promessa – Evelyn Postali

Promessa – Evelyn Postali

Novo conto no blog AS CONTISTAS. Confere: Promessa. Escrito tempos atrás, falando sobre encontros e despedidas, de um tempo que começa e de um tempo que se acaba, dos novos começos e dos finais como recomeços, porque amores são eternas … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

Miguel é um garoto diferente. Não daqueles que sofrem na escola por não se adequar, nem tampouco o motivo de chacota dos coleguinhas. Miguel é especial. Beluparu é um demônio. Mas não um serzinho malvado que anda por aí com … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

Promessa de Liberdade é uma distopia que fala de um Brasil muito diferente do que temos, mas muito semelhante em alguns aspectos. No Wilbur D., blog parceiro, tem resenha sobre essa história. Confere! Você pode adquirir o livro digital na … Continuar lendo

Paredes Silenciosas

Paredes Silenciosas

  “Todas as coisas têm fim. O mal do homem é pensar que pode ser eterno. Só eternizamos momentos.”     Alexandre Melo retornou da DH transtornado. Precisavam esperar pelo escrivão e o mandado. Patrícia Fraga viu o parceiro reclamar … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

  Saiu a quinta antologia dos melhores textos do site EntreContos.  Todos os anos sai uma coletânea organizada por Gustavo Araújo, idealizador administrador do site. Ela é gratuita e pode ser lida na página Nossas Antologias. Estou feliz por participar … Continuar lendo

Microconto

 

— Já chegou, amor? — *porta rangendo* — Como foi a viagem?
— Tudo tranquilo. — *chaves sendo jogadas no aparador* — Mamãe manda lembranças. Ainda está no trabalho?
*disparos*
— Terminando um servicinho leve.
*mais disparos*
— Tá bem. Bom trabalho.
*explosão forte*
— Deixei seu almoço no refrigerador — *respiração ofegante* —, entre o suco de laranja e os explosivos plásticos. — *bam! pow! clunch!* — Vamos jantar juntos?
— Claro! Hoje é meu dia de folga. — *refrigerador abrindo* — Vê se não demora, querida. Te amo.
— Também te amo.
*clic*

microconto no blogQ

 

Os Desafortunados

Os Desafortunados

  A galeria estava cheia, mas ela reparou no homem, no momento em que ele entrou, batendo as mãos no sobretudo de lã na tentativa de tirar a água e impressão de ter buscado abrigo casual, fugindo do aguaceiro que … Continuar lendo

As Irmãs

As Irmãs

  AS IRMÃS ABRIL 23, 2018 Vivia e trabalhava em Adrogué, cortando a grama de pequenas residências. Foi aí que comecei a concordar com Luciana, a menina que acreditava em coisas estranhas, sobrenaturais. Nos fundos de um chalé quase morto, … Continuar lendo

Silent Paths ~ English Version

Silent Paths ~ English Version

Silent Paths tells the story of Israel Morelli, a young, photography lover and Journalism student from Porto Alegre, who sets out in a journey in search for his unknown identity and the carefully kept secrets of his mother Ana. He … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

Written by Evelyn E. Postali Translated by Kaio Souza Available chapters for reading. “Silent Paths tells the story of Israel Morelli, a young, photography lover and Journalism student from Porto Alegre, who sets out in a journey in search for his … Continuar lendo

Divulgação

Divulgação

Written by Evelyn E. Postali Translated by Kaio Souza Available chapters for reading. “Silent Paths tells the story of Israel Morelli, a young, photography lover and Journalism student from Porto Alegre, who sets out in a journey in search for … Continuar lendo

17h30

17h30

UM Numa cidade pequena de rotina invariável, a música e a musculação tomavam o tempo de Fábio longe da fábrica. Frequentava sem compromisso os aparelhos do parque próximo da Brigada Militar depois do horário, até o dia que conheceu Marina, … Continuar lendo

Os véus do tempo e do espaço

Os véus do tempo e do espaço

No xamanismo malaio pré-islâmico, a porta de entrada para outras dimensões é através de uma viagem interna, através de uma escada em espiral do cordão umbilical etéreo que nos reconecta com nossa experiência pré-natal de união com a Mãe. Ao ultrapassar … Continuar lendo

Microconto

Microconto

Cinzeiro que era, rude e trabalhador, encantou-se com ela na saída da usina. Ele, cravo simples, sem cheiro, deixou a abelha lamber o falso mel do seu amor primeiro, aquele sem pudor, sem freio. #microcontoescambau #concorrendo

Os amores de Pã

Os amores de Pã

  Daphnis costumava banhar-se e passar as tardes perto do córrego de águas límpidas e tranquilas. A deidade, vinda detrás dos enormes rochedos e arbustos, próximo das fileiras de pinheiros a ladear o lugar, parou de forma tranquila a observá-lo. … Continuar lendo

Microconto

Microconto

Impulsionou a canoa para o meio do rio com o remo de esparrela. Se descobrissem que destruíra o mandacaru da mulher do coronel por uma aposta, acabaria no xilindró e passaria a ser balaio de porrete e vilipêndio, porque pobre … Continuar lendo