Exercício de Escrita

Na cozinha, seu santuário, as cinco bananas descansavam na fruteira.
Na vida, o descanso era descascá-las, empurrar goela a baixo e aceitar.
Naquele dia, depois de enterrar o marido, misturou a canela com o açúcar e ponderou:
Se não houvesse ido à feira teria salvado João?
Não.
O sal era o mesmo das lágrimas e agora não servia para nada.
Jogou para a panela a mistura do açúcar e canela.
Picou as bananas e esperou a calda ficar no ponto.
A vida era assim mesmo.
João compreenderia.

2 pensamentos sobre “Exercício de Escrita

  1. Pobre João! Morreu sozinho enquanto.a mulher estava na feira , talvez comprando as bananas que comeria depois, com açúcar e canela. A vida tem destas armadilhas, minha sogra morreu sozinha enquanto sua filha estava na farmácia, veja só: comprando os remédios. Um.momento de prazer depois da dor da perda. A vida continua mesmo. João há de entender.

    Curto. Um tantinho irônico. Muito bom.

    Beijos.

    • Obrigada, Iolandinha, pelo comentário. A vida tem dessas coisas, não é? Não sabemos quando vamos, quem vai primeiro. O jeito é seguir vivendo.
      Beijos e abraços carinhosos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s